COMANDO

O Comando do CPM é exercido por um Oficial Superior da Polícia Militar do Paraná, o qual, entre muitas funções, tem a responsabilidade primordial de fiscalizar todas as atividades desenvolvidas no CPM.

 

O Comandante do CPM é o Major QOPM Anderson Mendes de Araujo.

Compete ao Comandante (Diretor):

I – elaborar com o Subcomandante, e ainda com os integrantes da Equipe Mediata, o Regulamento Interno do CPM em consonância com a Secretaria de Estado da Educação e com o Comando Geral da PMPR;

II – alterar, quando necessário, o Regulamento Interno do CPM;

III – convocar e presidir, a qualquer momento, as reuniões necessárias com os diversos segmentos que compõem o Colégio;

IV – administrar a aplicação dos recursos financeiros;

V – elaborar o plano de aplicação dos recursos financeiros, a prestação de contas, destinadas a atender às necessidades do Colégio, submetendo à aprovação do órgão competente;

VI – desenvolver a administração do Estabelecimento.

VII – instituir grupos de trabalhos ou comissões encarregadas de estudar e propor alternativas de solução, para atender aos problemas de natureza pedagógica, administrativa e em situações emergenciais;

VIII – propor à Secretaria de Estado da Educação, com anuência da Alta Direção, mudanças, conforme necessidade e anseios da comunidade, alterações na oferta de serviços de ensino prestado pelo Colégio, extinguindo ou abrindo Cursos, ampliando ou reduzindo o número de turnos de funcionamento;

IX – implementar as Diretrizes Pedagógicas emanadas da Secretaria de Estado da Educação;

X – aplicar normas, procedimentos e medidas administrativas baixadas pela Secretaria de Estado da Educação e Comando Geral da PMPR;

XI – manter o fluxo de informações entre o Estabelecimento e os órgãos da Administração Estadual de Ensino, bem como as demais Unidades da PMPR;

XII – supervisionar a exploração da cantina comercial conforme Lei vigente;

XIII – cumprir e fazer cumprir a legislação em vigor, comunicando à Alta Direção e aos órgãos da Administração Estadual de Ensino, as irregularidades verificadas no âmbito da Escola e aplicando medidas saneadoras;

XIV – verificar o controle da assiduidade e pontualidade dos professores, funcionários civis e militares, de conformidade com as normas vigentes;

XV – tomar providências de caráter urgente nos casos omissos no Regulamento Interno;

XVI – aplicar penas disciplinares no que estabelece o presente Regulamento ou no que determine o Estatuto do Magistério do Estado do Paraná ou Lei vigente para tanto;

XVII – manter entrosamento entre alunos, pais, professores e funcionários do Colégio, procurando estabelecer respeito mútuo, assim como um bom ambiente de trabalho;

XVIII – propor a designação de elementos do Corpo Técnico Administrativo do Estabelecimento em conformidade com as determinações legais, bem como providenciar substituição de professores e funcionários em impedimento ou em falta;

XIX – dar posse e exercício a todo pessoal docente e administrativo do Estabelecimento, bem como providenciar a substituição de professores e funcionários em impedimento ou em falta;

XX – aprovar os Estatutos, Regulamentos e Manuais de Serviços dos diferentes órgãos do Estabelecimento em conformidade com este Regulamento Interno;

XXI – autorizar a matrícula de aluno ou determinar o seu cancelamento;

XXII – elaborar anualmente o Edital de Ingresso no Colégio através de Teste Seletivo, submetendo-o à homologação da Alta Direção;

XXIII – propor anualmente o calendário escolar à Secretaria de Estado da Educação;

XXIV – estabelecer diretrizes gerais de planejamento e organização do CPM de acordo com as normas expedidas pela Secretaria de Estado da Educação  e a Alta Direção;

XXV – decidir as prioridades a serem atendidas pelo Estabelecimento;

XXVI – decidir as medidas administrativas e pedagógicas a serem adotadas para organização e funcionamento do Estabelecimento;

XXVII – estabelecer relação com outros estabelecimentos ou instituições com que o Colégio mantenha entrosamento ou intercomplementariedade;

XXVIII – atuar junto aos diferentes órgãos do Estabelecimento na elaboração e acompanhamento dos seus planos e projetos;

XXIX – avaliar os resultados dos planos e projetos, propondo sua realimentação, quando necessário;

XXX – cumprir e fazer cumprir a legislação em vigor, assim como este Regulamento, no âmbito desta Escola;

XXXI – comparecer ou fazer-se representar em todas as atividades ou solenidades que exigirem sua presença;

XXXII – indicar, no âmbito do Estabelecimento, o pessoal docente responsável pela execução do Plano Curricular;

XXXIII – propor a atribuição de aulas extraordinárias a novos docentes, quando houver insuficiência de professores efetivos, para o Ensino Fundamental e o Médio, de acordo as normas expedidas pela SEED;

XXXIV – receber, informar e despachar documentos, encaminhando-os às autoridades competentes, quando necessário;

XXXV – colocar à disposição da Secretaria de Estado da Educação docentes e funcionários administrativos e de serviços gerais que estejam trabalhando no estabelecimento em desconformidade com o cumprimento das metas estabelecidas pelo Colégio;

XXXVI – sugerir modificações no Plano Curricular, justificando-as;

XXXVII – apreciar, em grau de recurso, os pedidos de reconsideração das ocorrências disciplinares;

XXXVIII – acompanhar o andamento dos trabalhos do Estabelecimento e verificar sua adequação às leis e regulamentos, relatando, em reunião, as observações feitas;

XXXIX – comunicar aos órgãos superiores, sob pena de ser responsabilizado, qualquer irregularidade de que venha tomar conhecimento, dentro da esfera educacional do Estabelecimento;

XL – aprovar o Estatuto da Associação de Pais, Mestres e Funcionários.

XLI – convocar e presidir as reuniões, do Conselho Pedagógico quando se fizerem necessárias.

(41) 3314-8050

  • Facebook Social Icon
  • Instagram
  • YouTube ícone social